Material flexĂ­vel inovador transforma sinais WiFi em eletricidade

Material flexĂ­vel inovador transforma sinais WiFi em eletricidade

Os pesquisadores estão sempre procurando novos materiais que possam ajudar a eletrônica de potência e dispositivos médicos no futuro. O MIT avançou com um novo material que aproxima esse objetivo da realidade. A inovação se deve a um dispositivo totalmente flexível que pode converter sinais Wi-Fi em eletricidade que pode alimentar dispositivos.

Um dispositivo que converte ondas eletromagnĂ©ticas CA em eletricidade DC Ă© chamado de “retena”. A nova retena do MIT usa uma antena de RF flexĂ­vel que captura ondas eletromagnĂ©ticas, incluindo sinais de WiFi, como formas de onda CA.

A antena se conecta a um dispositivo que é um semicondutor bidimensional com apenas alguns átomos de espessura. Os sinais CA capturados são convertidos em tensão DC que pode alimentar circuitos eletrônicos ou recarregar baterias. O dispositivo permitiria dispositivos passivos sem bateria que capturam e transformam sinais WiFi encontrados em todos os lugares em energia CC útil.

O MIT observa que o dispositivo criado é flexível e pode ser fabricado em um processo rolo a rolo, permitindo a cobertura de grandes áreas. O MIT fez algumas aplicações iniciais da tecnologia da retena, que incluem equipamentos eletrônicos flexíveis e vestíveis, dispositivos médicos e sensores.

Experimentos mostraram que o dispositivo pode produzir cerca de 40 microwatts de energia quando exposto a níveis típicos de energia dos sinais de WiFi. Isso é energia mais que suficiente para operar um LED ou alimentar um chip de silício. Os pesquisadores também veem o uso da retena para alimentar dispositivos médicos implantáveis. O novo material 2D usado neste dispositivo é chamado dissulfeto de molibdênio.

0 Shares