iPhone 6: um sensor de 8 milhões de pixels e melhor estabilização de imagem como bônus?

EU’Iphone 6 regressa à frente do palco, desta vez com um rumor sobre o seu sensor, rumor levantado pelo muito venerável China Post. Tudo começou com a queda acentuada do valor das ações de uma empresa chinesa chamada Precisão Largan. Uma empresa que produz sensores fotográficos projetados para nossos terminais móveis e, portanto, para nossos smartphones e tablets touch. Qual é o link com o próximo smartphone dirigido? É simples, na realidade, já que a ação da firma teria caído seguindo um ruído banal de corredor, um ruído de corredor vindo da indústria especializada. Ao contrário da maioria dos seus concorrentes, a Apple não pretende realmente saltar para a corrida dos megapixels e o sensor do iPhone 6 poderá assim ser… igual ao iPhone 5s.

Se você se lembra corretamente, por um tempo, falou-se do iPhone 6 carregando um sensor com uma definição de 13 milhões de pixels. Isso não seria surpreendente, já que os smartphones de última geração oferecidos pela concorrência há muito ultrapassaram a marca de dez milhões de pixels. Por fim com exceção do HTC One, que preferiu apostar num conjunto de tecnologias que visam melhorar a renderização das fotos captadas através dele. Como você deve ter entendido, estou me referindo ao UltraPixel.

Sensor de 8MP iPhone 6

A Apple teria então decidido aplicar a mesma estratégia e o iPhone 6 poderia assim ficar “satisfeito” com o mesmo sensor do iPhone 5s, ou seja, um sensor de 8 milhões de pixels. Cuidado, porém, porque os engenheiros da empresa de Cupertino não ficariam de braços cruzados e poderiam assim aproveitar para se concentrar na ótica do terminale mais especificamente em seu sistema de estabilização.

Um estabilizador de imagem, para quem não conhece a coisa, é um sistema para compensar as vibrações de qualquer aparelho. Alguns fabricantes, como a Olympus, preferem trabalhar em suas câmeras (pensamos em particular no sistema de 5 eixos do OM-D E-M5), enquanto outros se concentram em suas lentes. Neste caso preciso e particular, é necessário colocar no centro da lente uma lente capaz de se mover e descentralizar quando pressionamos o botão do obturador para compensar nossos tremores.

Então é aí que a Apple poderia se concentrar. Muitas coisas ainda precisam ser feitas nessa área, mas não devemos esquecer que as pedras em nossos smartphones infelizmente são limitadas pelo tamanho.

Este boato, do meu ponto de vista, é suficiente consistente com a estratégia implementada por La Pomme Croquée há algum tempo. Vale lembrar que a empresa não melhorou a definição de seu sensor ao passar do iPhone 4S para o iPhone 5. O iPhone 5s, por sua vez, também incorpora um sensor de 8 milhões de pixels, com mais duas ou três biscates, e ele não precisa se envergonhar da concorrência.

Através da

Artigos Relacionados

Back to top button