Huawei processa governo dos EUA por proibição, diz que é inconstitucional

Huawei sues the US government over ban, says it’s unconstitutional
Huawei processa governo dos EUA por proibição, diz que é inconstitucional

A Huawei finalmente conseguiu com o governo dos EUA e está mordendo a isca. Se sairá vitorioso ou humilhado, é algo que a indústria de tecnologia estará assistindo de perto. Em uma ação sem precedentes, mas não inesperada, a Huawei entrou com uma ação no Texas processando o governo dos EUA por uma nova lei que proibia os produtos da Huawei de serem usados ​​em agências federais. Ele rotulou a proibição como inconstitucional e procura derrubar essa parte da lei.

Pode haver pouca chance de a Huawei vencer esse caso, mas o ato por si só é suficiente para criar ondulações que serão sentidas nos próximos anos. A Huawei disse que os EUA falharam repetidamente em apresentar evidências de acusações de espionagem patrocinada pelo Estado e esse processo poderia muito bem forçar o governo dos EUA a realmente produzir evidências concretas. Obviamente, pode ser mais do que aquilo que a Huawei pode ter barganhado.

Afinal, ele foi recentemente processado pelos EUA por roubo de comércio, de modo que a Huawei também não é exatamente clara nessa frente. Esse processo poderia funcionar nos dois sentidos, dependendo se os EUA têm evidências de que a empresa é uma ameaça à segurança nacional. Se isso acontecer, cimentará a decisão de outros países de proibir a Huawei do governo e talvez até de uso público também.

A Huawei está contestando a nova Lei de Autorização de Defesa Nacional, dizendo que o governo dos EUA está violando a constituição, destacando-a. Ao fazer isso, o Congresso dos EUA atuou como juiz, júri e carrasco, sem sequer levar a empresa a tribunal, diz Huawei.

A Huawei insistiu repetidamente que o governo chinês não pode ser coagido a instalar backdoors, espionar seus clientes ou entregar dados. As opiniões, legais e não, dividem-se se isso realmente se aplica na prática.

0 Shares