Huawei está revidando e processa EUA por proibir equipamentos

Depois de enfrentar escrutínio, exclusões e até proibições em todo o mundo, da construção de infra-estruturas de rede 5G nacionais, a pedido dos EUA, a Huawei começou a lutar de todas as maneiras possíveis. Recentemente, o CFO da Huawei processou o governo canadense por violação de seus direitos constitucionais, e agora a fabricante chinesa está processando o governo dos EUA. O processo foi aberto na quarta-feira junto ao Tribunal Distrital dos EUA no Distrito Leste do Texas.

A Huawei alega que os EUA agiram ilegalmente ao aprovar uma lei que proíbe o governo de fazer negócios com empresas que usam os equipamentos da Huawei como um “componente substancial ou essencial” de seu sistema.

O Congresso dos EUA falhou repetidamente em produzir qualquer evidência para apoiar suas restrições aos produtos da Huawei. Somos obrigados a tomar essa ação legal como um recurso adequado e último. Essa proibição não apenas é ilegal, mas também restringe a Huawei a se envolver em uma concorrência justa, prejudicando os consumidores americanos. Estamos ansiosos pelo veredicto do tribunal e confiamos que ele beneficiará tanto a Huawei quanto o povo americano. – Presidente rotativo da Guo Ping Huawei.

Os Estados Unidos foram o primeiro país a estabelecer speedbumps para a Huawei, e vários outros aliados seguiram o exemplo a pedido dos EUA, citando razões de segurança nacional. O registro da Huawei afirma que “os equipamentos e serviços estão sujeitos a procedimentos avançados de segurança e nenhuma backdoors, implantes ou outras vulnerabilidades intencionais de segurança foram documentadas em qualquer um dos mais de 170 países do mundo em que os equipamentos e serviços da Huawei são usados“.

Artigos Relacionados

Back to top button