General Motors está planejando um orçamento colossal para seus carros elétricos

Sete (7) bilhões de dólares. Este é o valor que a concessionária americana General Motors pretende injetar em Michigan, em linha com sua ambição de dominar a indústria norte-americana de veículos elétricos até 2025. A empresa fez o anúncio por meio de um comunicado de imprensa publicado nesta terça-feira, 25 de janeiro local na rede Internet.


General Motors HQ, Detroit Renaissance Center

O investimento – o maior já anunciado pela GM para projetos específicos – será distribuído por quatro das fábricas da multinacional e deve ajudar a criar 4.000 empregos, incluindo 1.000 permanentes. “Hoje, estamos dando o próximo passo em nosso trabalho contínuo para estabelecer a liderança de veículos elétricos da GM, investindo em nossa produção de baterias verticalmente integrada nos Estados Unidos e nossa capacidade de produção de veículos elétricos na América do Norte”.comentou a CEO do grupo, Mary Barra, à margem do anúncio.

Um investimento bem pensado

Em detalhe, quatro bilhões serão gastos na conversão de uma fábrica localizada em Orion. Espera-se que o projeto impulsione a produção de picapes elétricas da GM. Por outro lado, em parceria com a LG Energy Solution, a General Motors planeja gastar 2,6 bilhões para construir uma fábrica de baterias elétricas em Lansing. Os trabalhos para este projeto devem começar no próximo verão e a primeira produção está prevista para o final de 2024. Refira-se que este será o terceiro projeto deste tipo realizado pela GM nos EUA, depois das fábricas de Ohio e Tennessee que estão em construção.

Finalmente, a GM planeja aumentar sua produção de veículos com motor de combustão por meio de um investimento de US$ 510 milhões. Os fundos irão principalmente para fábricas de montagem em Delta e Grand River, dois municípios de Lansing.

Falando sobre os vários investimentos, a General Motors No. 1 disse: “Esses investimentos significativos não teriam sido possíveis sem o forte apoio do governador, da Assembleia Legislativa de Michigan, do município de Orion, da cidade de Lansing, do município de Delta, bem como da nossa colaboração com a United Auto Workers e a LG Energy Solution. »

O recente anúncio de investimento da GM se soma a uma onda de iniciativas que a empresa lançou desde o início deste ano. Com efeito, há poucos dias, a gigante automóvel revelou o lançamento de uma plataforma digital para a venda de peças sobresselentes, de forma a facilitar a manutenção e reparação dos veículos dos seus clientes. Ela também desenvolveu o CarBravo, um site dedicado à compra de veículos usados.

A competição não dorme sobre os louros

Se os sete bilhões que a General Motors pretende gastar estão longe de ser negligenciáveis, deve-se notar que a empresa não é o único player americano da indústria automotiva a se engajar na corrida pela eletrificação. De fato, um de seus maiores rivais, a Ford, anunciou em setembro passado um investimento de US$ 11 bilhões na produção de veículos elétricos nos EUA, projeto que deve gerar 11 mil empregos. Mais recentemente, em janeiro de 2022, a Ford Motors revelou que planeja investir US$ 30 bilhões nesse setor até 2025.

Seja General Motors, Ford, Rivian, Toyota ou Tesla (a atual líder de mercado), o entusiasmo das concessionárias por veículos elétricos é completamente compreensível. De acordo com um relatório publicado recentemente pela Fortune Business Insights, o setor pode pesar quase US$ 1,32 trilhão em 2028, acima dos US$ 287 bilhões em 2021.

Artigos Relacionados

Back to top button