Galaxy S8: lançamento do Bixby começou na Coréia

Samsung supostamente começou a lançar o sistema de reconhecimento de voz da Bixby para Galaxy S8 e Galaxy S8+ vendido na Coréia. Os Estados Unidos seriam os próximos da lista. A Europa terá, infelizmente, de esperar um pouco mais, por sua vez.

Bixby é uma das grandes novidades trazidas pelos mais recentes flagships da marca coreana. Para dar um golpe, este último decidiu eliminar o S Voice e substituí-lo por um novo assistente mais inteligente desenvolvido a partir da tecnologia desenvolvida pela Viiv.

Bixby-Samsung

Um assistente mais inteligente, mas também mais completo, pois não se limita a algumas funções de voz.

Bixby: reconhecimento de voz se aproximando

Bixby realmente vai mais longe e, portanto, inclui várias camadas distintas. O mais visível é obviamente sua tela inicial, uma tela acessível através de alguns toques bem sentidos.

Graças a ele, o usuário pode de fato ficar de olho no clima de sua região, seus próximos compromissos, sua atividade ou até as notícias do momento sem precisar abrir cada aplicativo. Esses dados aparecem todos na mesma página, na forma de cartões muito parecidos com o que o Google Now oferece.

No entanto, o assistente não para por aí e, portanto, consiste em um sistema avançado de reconhecimento de voz, um sistema capaz de entender a linguagem natural.

A Samsung, no entanto, atrasou um pouco essa função e a empresa anunciou no mês passado que não estaria ativa nos primeiros terminais fora de suas fábricas. A notícia também causou um verdadeiro clamor dos fãs mais exigentes e muitos acusaram a empresa de lançar seus telefones sem ter tido tempo para finalizá-los.

E para a França?

O porta-voz da empresa, no entanto, foi tranquilizador e prometeu que a função seria implantada muito rapidamente.

Ele obviamente não mentiu. De acordo com o ZDNet, a Samsung realmente começou a implantar o sistema de reconhecimento de voz Bixby em suas terras nativas e, portanto, na Coréia do Sul. A empresa não deu prazo, mas os Estados Unidos devem ser o segundo a ser beneficiado. A ferramenta será então estendida a outros mercados.

Que ? A questão toda está lá, é claro. A Alemanha deverá poder beneficiar dele antes do final do ano e o mesmo deverá aplicar-se à França. Algumas fontes também mencionam uma possível implantação para o mês de junho, mas esta data ainda não foi confirmada pelo responsável em questão.

Artigos Relacionados

Back to top button