Fusão Sprint / T-Mobile autorizada por regulador de investimento estrangeiro

A T-Mobile anunciou hoje que o Comitê de Investimentos Estrangeiros nos Estados Unidos cancelou a proposta de fusão da empresa com a Sprint.

Foi relatado que a controladora japonesa da Sprint, SoftBank, e a controladora alemã da T-Mobile, Deutsche Telekom, fizeram a concessão para remover completamente o equipamento de rede fabricado pela Huawei de todas as suas respectivas propriedades – isso apesar do fato de que a Sprint e a T- Atualmente, o celular não possui equipamento Huawei. A Huawei é vista como um aparelho de ciberespionagem do governo chinês e foi acusada de violar as sanções comerciais dos EUA, apesar de ter negado atividades ilegais.

Não está claro se essas condições foram acordadas para o CFIUS aprovar.

Outros reguladores também estão entregando a papelada à FCC, incluindo o Departamento de Justiça, o Departamento de Segurança Interna e o Departamento de Defesa. A T-Mobile afirma que as agências “não fizeram objeções à fusão”, sinalizando que a maioria das questões competitivas e de segurança cibernética foram atendidas. A comissão terá que aprovar o acordo, do qual está atualmente analisando novos aspectos.

A rede, que será o parceiro sênior da transação, continua confiante de que o acordo será fechado no primeiro semestre de 2019.

Artigos Relacionados

Back to top button