Fiat Chrysler e Foxconn se unem em novos EVs

A Fiat Chrysler Automobiles e a Hon Hai Precision Industry da Foxconn estão se unindo para fabricar veículos elétricos, com uma nova joint venture planejada. É sugerido que a empresa se concentrará inicialmente no mercado chinês, embora nem a FCA nem a Hon Hai estejam descartando potencialmente exportar VEs para outros mercados posteriormente.

Durante muito tempo, a China tem sido o mercado em expansão para eletrificação. O crescimento lá, no entanto, diminuiu no final de 2019, depois que o governo reduziu os incentivos para veículos elétricos. Mesmo assim, a participação de mercado de VE na China ainda cresceu em 2019 em geral.

O potencial de vendas, e em uma nova arena além de seus lucrativos negócios na construção de aparelhos iPhone para a Apple, chamou a atenção de Hon Hai. O acordo com a FCA pode ser assinado no primeiro trimestre de 2020, informa a Bloomberg News, com as duas empresas declarando que cada uma detém 50% do empreendimento.

Embora os papéis exatos ainda não tenham sido definidos, o que Hon Hai não fará é na verdade fabricar carros completos. Em vez disso, o presidente da empresa confirmou que será “responsável pelo design, componentes e gerenciamento da cadeia de suprimentos”, disse Young Liu. Presumivelmente, isso deixa a Fiat Chrysler para realmente construir os veículos.

A joint venture ocorre quando a FCA trabalha com a papelada de outro grande negócio, a fusão com o Peugeot Group (PSA). Confirmado no final de 2019, o gigante norte-americano unirá forças com o seu homólogo europeu. Espera-se que o negócio resultante seja a quarta maior empresa global de automóveis em volume.

Parte do foco será investir em uma nova plataforma de carros eletrificados. Isso compartilhará arquitetura, motores e baterias, entre outros componentes.

Não está claro qual o papel que esse acordo de Hon Hai pode ou não desempenhar nesse empreendimento de plataforma elétrica. Inicialmente, é o potencial de volume do mercado chinês que se mostrou mais atraente, segundo Liu, de Hon Hai. No entanto, além disso, existe o potencial de exportar VEs para outras geografias.

Essa é uma estratégia que vimos várias montadoras chinesas tentarem nos últimos anos. A Geely, por exemplo, adquiriu a Volvo e se uniu à montadora sueca para lançar a Polestar, uma marca focada em EVs de desempenho. A Geely também usa a experiência da Volvo para sua própria linha de carros elétricos e SUVs.

Artigos Relacionados

Back to top button