FDA aprova primeira pílula Covid-19

Perante o aumento do número de pessoas infetadas com Covid-19, o laboratório da Pfizer criou uma pílula contra este vírus. A Agência de Medicamentos dos Estados Unidos autorizou a empresa a fornecer esse tratamento aos pacientes.

Trata-se de uma medida emergencial adotada para combater a pandemia. Esta etapa é muito importante porque permite que muitos pacientes tenham acesso ao tratamento para curar a doença. Especialmente porque a profissão médica e as autoridades de saúde estão trabalhando duro para encontrar e melhorar tratamentos e medidas de proteção contra o Covid-19.


FDA

Uma pílula que pode ser tomada por pacientes a partir dos 12 anos

Em 22 de dezembro, a Food and Drugs Administration (FDA) autorizou a comercialização da pílula anti-COVID desenvolvida pelo laboratório da Pfizer. Seria um tratamento considerado eficaz contra a doença. Além disso, a chefe do FDA, Patricia Cavazzoni, parabenizou os pesquisadores do laboratório pela dedicação nessa luta contra a pandemia. Além disso, esse medicamento poderia ser administrado a pacientes com formas graves da doença, a partir dos 12 anos.

Este medicamento pode, portanto, ser tomado assim que o vírus for detectado e dentro de cinco dias após o aparecimento dos sintomas. O laboratório diz que não é apenas para aqueles com casos graves, mas também pode ser um complemento à vacina. Vale ressaltar que este medicamento já foi testado em pacientes e até hoje sua eficácia foi comprovada e não houve registro de óbitos.

Até agora, mais de 2.000 pessoas se beneficiaram deste estudo, incluindo os não vacinados e pessoas com formas graves da doença. Esta invenção seria, portanto, um novo meio de combate ao Covid-19 e suas variantes.

Esta pílula seria eficaz contra variantes do Covid-19

De fato, o laboratório anunciou que esta pílula também é eficaz para variantes da doença, em particular Omicron, que atualmente está se espalhando em vários países do mundo. Essa variante foi descrita como particularmente perigosa, pois levou a um aumento no número de pessoas infectadas em todo o mundo.

A pílula fabricada pela Pfizer será comercializada sob o nome “Paxlovid”. Seria uma combinação de dois comprimidos a serem tomados duas vezes ao dia durante cinco dias. Além disso, o modo de administração é muito fácil, pois esta pílula seria tomada apenas com um copo grande de água. Observe que tomar este medicamento reduz a capacidade do vírus de se replicar.

De referir ainda que a Agência Europeia de Medicamentos também autorizou a comercialização da pílula em toda a Europa.

Fonte

Artigos Relacionados

Back to top button