Experimento prova que a previsão de buraco negro de Stephen Hawking estava certa

Os físicos estão trabalhando em um experimento em laboratório que tem a ver com buracos negros. O experimento confirmou que uma previsão feita por Stephen Haking sobre buracos negros estava correta. O buraco negro que a equipe criou em seu laboratório não é o mesmo que se vê no espaço.

Buracos negros no espaço têm uma gravidade tão imensa que a luz não pode escapar. O buraco negro feito em laboratório foi construído usando algo chamado condensado de Bose-Einstein e seu ponto de não retorno não impede a luz de escapar, mas impede que o som escape.

A teoria de Hawking que a equipe afirma que seu experimento verifica é chamada radiação de Hawking. A equipe diz que Hawking percebeu que, ao tentar aplicar leis físicas que regem o calor nos buracos negros, o buraco negro deve emitir radiação de sua superfície. O desafio é que os astrônomos não podem ver um buraco negro perto o suficiente para provar ou refutar a teoria. Essa impossibilidade levou os cientistas a criar análogos de buracos negros em laboratórios.

Isso foi feito capturando 8.000 átomos de rubídio em um feixe de laser focado para criar um condensado de Bose-Einstein alongado. Este é um sistema de átomos ultra-frios, onde estranhos fenômenos físicos quânticos são visíveis em escalas maiores e são frequentemente usados ​​para esse tipo de experimento. Um segundo laser aumenta a energia potencial em um lado do condensado. Uma transição acentuada separa a área mais densa, que é considerada a parte externa do buraco negro, e a área menos densa é considerada a parte interna do buraco negro.

Em uma região do experimento, o som é mais rápido que a velocidade do fluxo dos átomos de rubídio, mas, por outro, a velocidade do som é mais lenta, permitindo que as ondas sonoras se afastem apenas da transição acentuada. É assim que a luz se comporta em um buraco negro. A equipe descobriu que dentro do horizonte de eventos de seu buraco negro criado em laboratório, o sinal da radiação Hawking era uma correlação entre as ondas sonoras tanto dentro quanto fora do buraco negro. Um dos pesquisadores diz que Hawking estava correto.

Artigos Relacionados

Back to top button