Estudo alerta que injeção de dor comum pode acelerar a deterioração das articulações

Uma injeção muito comum destinada a tratar a dor causada por osteoartrite pode colocar o paciente em risco de ‘destruição articular’ acelerada, de acordo com um novo estudo. O trabalho vem da Escola de Medicina da Universidade de Boston, onde os pesquisadores analisaram injeções comuns de corticosteróides usadas para dores nas articulações do quadril e joelho. Entre outras coisas, essas injeções podem acelerar a progressão da artrite.

A osteoartrite é uma doença articular degenerativa dolorosa que causa desgaste da cartilagem das articulações, reduzindo eventualmente o espaço entre os ossos e causando dor. As injeções de corticosteróides são um método comum para reduzir a inflamação nos joelhos e articulações dos quadris dos pacientes com osteoartrite – ao reduzir a inflamação, as injeções são capazes de oferecer alívio temporário da dor.

Acredita-se que injeções de corticosteróides sejam seguras, mas o estudo recém-publicado alertou que esse pode não ser o caso. Alguns pacientes podem ter ‘artrite acelerada e destruição articular’ como resultado dessas injeções. Verificou-se que as complicações associadas ao tratamento eram ligeiramente mais comuns nas injeções de quadril, e não no joelho.

As descobertas foram baseadas em um estudo de pacientes que receberam essas injeções em 2018. Desses, 4% tiveram complicações relacionadas às articulações do joelho e 10% tiveram complicações relacionadas aos quadris. No total, 8% dos pacientes apresentaram problemas causados ​​por receber as injeções.

O autor correspondente do estudo, Ali Guermazi, MD, PhD, disse:

Estamos vendo agora que essas injeções podem ser muito prejudiciais para as articulações, com complicações graves, como osteonecrose, fratura por insuficiência subcondral e osteoartrite progressiva rápida. A injeção intra-articular de corticosteróide deve ser seriamente discutida por prós e contras.

Artigos Relacionados

Back to top button