Estação Espacial Internacional: NASA aceitará astronautas particulares para estadias pagas

Durante uma coletiva de imprensa na última quinta-feira, 6 de junho, a NASA anunciou seu desejo de abrir a Estação Espacial Internacional (ISS) para atividades comerciais de empresas privadas e astronautas particulares. Assim, agora será possível lucrar com as atividades realizadas em órbita. Até agora, o ISS só podia ser usado para fins de pesquisa.

Uma nova diretriz foi emitida pela agência espacial sobre a possibilidade de fabricação de produtos para venda dentro da estação. No entanto, as atividades autorizadas ainda devem estar relacionadas à missão da NASA ou exigir um ambiente de microgravidade.

ISS

Foi também elaborada uma lista dos montantes a pagar para poder utilizar a estação espacial, quer para equipamento, quer para pessoal.

Os preços oferecidos

A NASA planeja reservar 5% dos recursos anuais da estação para uso comercial. Isso inclui, entre outras coisas, o tempo dos astronautas e a massa das cargas. Para ter acesso a esses serviços, as empresas interessadas terão que pagar 3.000 USD/kg para colocar equipamentos em órbita e mais 3.000 USD/kg para descarte de resíduos. Para um retorno à Terra, será de 6.000 USD/kg, e mais se a carga precisar de energia ou suporte de vida.

Os astronautas particulares que desejam permanecer na ISS também terão que pagar por sua viagem. O preço base será de US$ 11.250 por dia com acesso a recursos vitais e banheiros. Por um preço de 22.500 dólares por dia, você tem direito a comida, ar, kit médico, suprimentos de astronauta e equipamentos de ginástica. A NASA indicou que a ISS poderá acomodar até duas estadias curtas por ano e que os astronautas particulares viajarão em futuros lançadores comerciais americanos.

A ISS aberta ao comércio

Como parte dessa abertura, a NASA também quer que empresas privadas usem a estação espacial para criar novos habitats em órbita baixa. A agência também disponibilizou a porta de ancoragem avançada do módulo Harmony para o setor privado.

A NASA também aguarda novas propostas de atividades e estudos a serem realizados em órbita baixa de empresas interessadas. Acima de tudo, a agência quer que haja continuidade das atividades comerciais no espaço.

Esta abertura do ISS ao setor privado será uma oportunidade para as empresas se abrirem para um setor completamente novo. Vamos esperar e ver quem será a primeira empresa a se apresentar e também quem será o primeiro astronauta particular a ir para a ISS.

Artigos Relacionados

Back to top button