Elon Musk quer que você controle seu smartphone com sua mente

Elon Musk quer usar sua tecnologia para revolucionar o mundo, e isso não é segredo. O chefe da SpaceX sonha em democratizar as viagens espaciais, mas não só. Ele também quer ajudar os humanos a colonizar planetas como Marte. Como se tudo isso não bastasse, Elon Musk quer que controlemos nossos smartphones com nossas mentes.

O bilionário sul-africano trabalha neste último projeto há alguns anos por meio de sua empresa Neuralink, que trabalha em neurotecnologia. Ele falou sobre isso pela primeira vez em 2019. Seu objetivo é projetar um implante que conectará o cérebro humano a uma máquina.

Créditos Pixabay

Elon Musk falou recentemente sobre essa nova tecnologia futurista através de uma série de tweets. As declarações do bilionário nos fazem balançar montes e maravilhas.

Tecnologia que ajudará pessoas com paralisia

No Twitter, Elon Musk indicou que a tecnologia desenvolvida pela Neuralink permitirá que usuários com paralisia “Use o smartphone com a mente mais rápido do que alguém usando os polegares. » Após a publicação destes tweets, a Neuralink publicou um vídeo que mostra a evolução desta tecnologia.

Nas fotos, um macaco de nove anos chamado Pager pode ser visto. O animal está jogando Pong graças a dois implantes Neuralink que foram colocados em seu cérebro há seis semanas. Este vídeo nos prova que a empresa de Elon Musk fez grandes progressos nos últimos meses.

Elon Musk tem grandes ambições

Como Elon Musk aponta, essa tecnologia se desenvolverá com o tempo. O famoso empresário tem grandes ambições para o futuro. Eventualmente, ele espera que as próximas versões de seus implantes permitam que os paraplégicos recuperem o uso de suas pernas.

Claro, ainda não é amanhã, anteontem, que esta tecnologia verá a luz do dia. Segundo o site Futurism, o desenvolvimento dessa tecnologia certamente levará vários anos. Mas isso não fará Elon Musk recuar.

O bilionário sul-africano está até planejando projetar implantes que ajudarão deficientes visuais ou cegos.

“É absolutamente factível. Talvez já na versão 2 do dispositivo Neuralink, provavelmente em torno da versão 3”, ele escreveu no Twitter.

Artigos Relacionados

Back to top button