É melhor segurar o iPhone com a mão direita ao fazer chamadas

EU’Iphone nem sempre foi um modelo de estabilidade e alguns de vocês provavelmente ainda se lembram do famoso AntennaGate do iPhone 4. Difícil passar despercebido, já que o case já havia feito manchetes de todos os meios de comunicação. Diante da situação, Steve Jobs até falou e não mediu as palavras na época.

Longe disso, mesmo porque ele havia afirmado essencialmente que o problema não vinha do telefone, mas da maneira como o seguramos.

iPhone AntennaGate

É claro que suas explicações não convenceram muita gente e a Apple acabou oferecendo uma Parachoque a todos os seus clientes a fim de passar a dor.

O AntennaGate, uma história que pertence ao passado?

E depois ? Nada. O próximo modelo não teve esse mau funcionamento e o AntennaGate rapidamente caiu no esquecimento.

No entanto, ainda seria relevante, pelo menos até certo ponto. De acordo com uma pesquisa realizada por Gert Frølund Pedersen, professor de uma universidade localizada na Dinamarca, a forma como os usuários seguram o iPhone durante as chamadas influenciaria muito a qualidade do sinal do terminal.

Para chegar a essa conclusão, o especialista pediu a um de seus colaboradores que fizesse ligações com vários telefones, segurando-os uma vez com a mão esquerda e outra com a direita. Durante esse tempo, ele realizou várias medições com o objetivo de quantificar a qualidade do sinal de rádio desses terminais.

Na maioria dos casos, Gert Frølund Pedersen não encontrou nenhuma diferença perceptível. O Lumia 640, o Samsung Galaxy S7 Edge, o Nexus 6P ou mesmo o Xiaomi Mi5 obtiveram quase os mesmos resultados num caso que no outro. Mesma coisa para o iPhone SE.

Se o seu iPhone pegar mal, apenas segure-o com a mão direita!

Por outro lado, é bem diferente para o iPhone 6s. Lá, a diferença é muito importante, pois a intensidade do sinal chegou a 15,1 dBm quando o telefone estava na mão direita, contra apenas 8,7 dBm quando estava na mão esquerda do usuário. A diferença é ainda mais acentuada para o iPhone 6s com 18,7 dBm no primeiro caso e apenas 6,5 dBm no segundo.

Segundo a pesquisadora, essa diferença pode ser explicada pela interferência causada pelo nosso próprio corpo e com a forma como as antenas desses terminais foram projetadas.

Depois de se deparar com os resultados deste estudo, o Tech Insider levou sua melhor caneta para entrar em contato com a Apple para obter seu ponto de vista sobre essa questão espinhosa, mas a marca ainda não respondeu aos seus pedidos. Enquanto isso, se você estiver com problemas para ouvir o chamador do outro lado da linha, talvez seja melhor trocar de mãos.

Vá entender, você pode se surpreender com o resultado.

AntenaGate iPhone2

Artigos Relacionados

Back to top button