Diga adeus às cáries, porque os pesquisadores descobriram uma maneira de regenerar o esmalte dos dentes!

Nossos dentes são preciosos, assim como nosso esmalte. Exatamente, você está cansado de cáries? Bem, em breve você poderá dizer adeus a eles, porque de acordo com um artigo publicado na revista Science Advances, os pesquisadores encontraram a solução para a cárie dentária.

Pesquisadores da Universidade de Zhejiang, na China, podem ter encontrado uma “fórmula mágica” que tornaria possível regenerar o esmalte dos dentes quando estes são danificados por uma cárie.

Esta é uma descoberta realmente interessante: ao permitir que o esmalte do dente se deteriore e se regenere por conta própria, de fato, as obturações seriam desnecessárias.

Fosfato de cálcio, a solução

Pesquisadores da Universidade de Zhejiang tentaram replicar pequenos aglomerados de fosfato de cálcio, o principal componente do esmalte dos dentes, que então testaram em hidroxiapatita cristalina, conhecida por ser semelhante ao esmalte.

Os cientistas então descobriram que o fosfato de cálcio que conseguiram produzir era baseado perfeitamente na hidroxiapatita cristalina. Deve-se notar que os clusters têm aqui o papel de produzir proteínas úteis na produção de ameloblastos, células incluídas no crescimento e reparo de dentes e esmalte.

Os pesquisadores também chegaram à conclusão de que esses aglomerados são muito mais resistentes do que qualquer material para substituir e reconstituir o esmalte dentário de um ser humano. O resultado foi muito melhor do que o obtido com as técnicas atuais, como o uso de resina, por exemplo.

Para um esmalte novo

Com sua nova técnica, os pesquisadores chineses conseguiram desenvolver o esmalte dentário perfeitamente idêntico ao esmalte natural. A descoberta foi apresentada a dentistas profissionais que admitiram que a solução poderia ser muito útil para a odontologia em um futuro próximo, em particular ao permitir evitar cirurgias odontológicas invasivas.

A pesquisa continua aperfeiçoando a solução e permitindo que os pesquisadores realizem testes clínicos em seres humanos.

Artigos Relacionados

Back to top button