CDC confirma segundo caso de coronavírus nos EUA, espera mais …

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças anunciaram o segundo caso confirmado do novo coronavírus de 2019 (2019-nCoV) nos Estados Unidos. A agência diz que espera que haja relatórios adicionais sobre o vírus nos EUA nas próximas semanas, mas considera que o risco geral desse surto para o público americano é “baixo” neste momento.

O segundo caso foi confirmado em um paciente que havia retornado recentemente a Illinois de uma viagem a Wuhan, na China, onde ocorreu o surto de coronavírus. O paciente começou a sentir sintomas e procurou ajuda para eles; funcionários confirmaram o caso como envolvendo o 2019-nCoV e tomaram medidas para impedir que ele se espalhe para outras pessoas.

Esse paciente sem nome retornou aos EUA em 13 de janeiro e começou a apresentar sintomas alguns dias depois. O CDC diz que essa pessoa não saiu de casa com muita frequência entre o dia em que retornou e o dia em que foram diagnosticados, o que significa que o público não foi exposto ao vírus de maneira significativa. Além disso, os “contatos íntimos” dessa pessoa estão sendo monitorados quanto a sinais da doença, mas todos são descritos como “atualmente bem”.

O coronavírus continua sendo um problema de saúde global, mas foi amplamente contido em Wuhan, na China, que agora está sob uma proibição de viagem imposta por militares. Os casos do vírus foram confirmados em vários países, incluindo Tailândia, Japão, Brasil e EUA. Vários aeroportos importantes começaram a rastrear os passageiros que chegavam de Wuhan.

Somente o CDC pode testar o vírus no momento, embora tenha desenvolvido um teste de diagnóstico dedicado. A agência testou amostras em si e diz que está se preparando para disponibilizar esses testes para outras agências nos EUA e em outros países. O departamento também oferece suporte por meio do seu Centro de Operações de Emergência.

Artigos Relacionados

Back to top button