Cassini fotografou um objeto misterioso antes de desaparecer

Nesta sexta-feira, 15 de setembro de 2017, terminou a missão espacial Cassini-Huygens (Cassini para abreviar). A sonda espacial foi colocada em órbita ao redor de Saturno em 1997 pela NASA e pela Agência Espacial Européia (ESA).

Após 20 anos de serviço leal e aproximadamente 3,26 bilhões de dólares concedidos, a Cassini realizou sua última missão de autodestruição (apelidada de “Grand Final”) na atmosfera do planeta dos anéis.

Cassini: foto 1

Mas antes de morrer, a sonda fotografou pela última vez um dos grandes mistérios não resolvidos do planeta gigante: o fenômeno chamado “Peggy”.

Um objeto misterioso com o nome da sogra de quem o descobriu

Peggy é uma perturbação misteriosa na fronteira do anel A de Saturno. Foi descoberto pela primeira vez em 2013 pelo astrônomo Carl Murray, da Queen Mary University, em Londres. Ele avistou essa estranha perturbação enquanto estudava uma imagem da lua de Saturno, Prometeu, na borda externa do anel A. “O dia em que descobri que era o aniversário da minha sogra.” , lembra Murray. Então ele o nomeou Peggy em sua homenagem. “Pareceu apropriado para mim”, diz ele.

Murray e seus colegas pensaram que a perturbação deve ter sido causada por um objeto embutido nos anéis. “Nós nunca resolvemos o problema”, disse Murray. “Tudo o que podemos fazer é continuar a monitorar o fenômeno.”

Uma nova lua nascendo em torno de Saturno?

Ao medir o tamanho da perturbação, ele rapidamente percebeu que não poderia ser uma lua sólida. “Seria uma grande lua do tamanho de um Titã”, diz Murray. “Se uma lua desse tamanho estivesse lá, ela romperia totalmente o anel.” Em vez disso, ele pensou que deveria ser uma densa nuvem de poeira e detritos, possivelmente envolvendo uma proto-lua que ainda não havia se libertado para se tornar um objeto independente.

À medida que o objeto misterioso se aproxima cada vez mais de Saturno nos anéis, causa uma perturbação ao longo da borda externa, o que faz com que sua velocidade varie. “Medindo a velocidade do distúrbio, podemos medir os parâmetros orbitais do objeto”, diz Murray.

O mistério de Peggy, portanto, permanece intacto, e caberá ao sucessor de Cassini fornecer mais respostas!

Cassini: foto 2

Artigos Relacionados

Back to top button