Carros autônomos podem ‘causar estragos’ ao cruzar para pular as taxas de estacionamento

Carros autônomos podem 'causar estragos' ao cruzar para pular as taxas de estacionamento

Veículos autônomos podem trazer uma variedade de benefícios para qualquer cidade, mas um novo estudo alerta que eles também têm o potencial de “causar estragos” se as empresas priorizarem o dinheiro em vez do gerenciamento de tráfego. A questão pode estar nas taxas de estacionamento e no esforço de uma empresa para evitar o pagamento dessas taxas, mantendo carros autônomos vazios na estrada em vez de estacionados quando não estiverem em uso.

A demanda por passeios cresce quanto mais se aproxima da região central da cidade, onde carros autônomos podem um dia navegar sem parar para evitar pagar uma taxa de estacionamento, alerta um novo estudo da UC Santa Cruz. Um grande número de carros autônomos de cruzeiro perpétuo pode introduzir grandes problemas de tráfego em cidades onde atrasos já podem ser um grande problema.

O aviso vem do planejador de transporte Adam Millard-Ball, que detalhou o problema em um novo estudo intitulado. “Cruzeiro”, neste caso, refere-se a circular uma área em vez de estacionar enquanto aguarda a chegada de uma nova solicitação de carona. O custo por hora de operação desses veículos pode ser substancialmente menor que o custo por hora ou por dia de estacionamento, de acordo com o estudo, que diz:

Os AVs não apenas podem evitar as cobranças de estacionamento através de cruzeiros (ou seja, circulando enquanto aguardam um passageiro), mas também têm o incentivo para procurar e agravar o congestionamento – e até o engarrafamento – para minimizar os custos para seus proprietários.

Os carros comuns devem ser estacionados quando não estiverem em uso, e o custo do estacionamento ajuda a reduzir o número de veículos em operação. Se alguém não puder pagar pelo estacionamento, encontrará uma alternativa, que deixa espaço para outra pessoa que pode pagar, reduzindo o número de carros na área a qualquer momento.

Os carros autônomos podem simplesmente operar sem parar nas estradas, diferentemente dos carros comuns, o que significa que os esquemas de preços de estacionamento existentes em muitas cidades perdem sua capacidade de ajudar a moderar o número de veículos nas estradas. Ao operar veículos autônomos constantemente, essas empresas também podem introduzir uma nova questão ambiental.

O estudo explica:

Primeiro, os AVs removem a restrição de proximidade do estacionamento: em altos níveis de automação, 1s AVs não precisam estacionar perto de seu destino ou mesmo estacionar. Segundo, os AVs podem se comportar estrategicamente a fim de minimizar os custos para seus passageiros ou proprietários de frotas, principalmente através da busca e criação de seu próprio congestionamento de tráfego, optando por circular nas ruas onde podem dirigir mais devagar.

Segundo o estudo, cruzar um desses veículos custaria à empresa apenas cerca de 50 centavos de dólar por hora, o que representa apenas uma fração da maioria dos custos de estacionamento. A solução pode estar nos preços de congestionamento, que cobrariam as empresas pela operação de seus veículos em uma determinada região. As tecnologias também podem oferecer alternativas, como um sistema que rastreia esses veículos e cobra taxas com base em itens relevantes para o local – faixas nas quais eles operam, horas do dia e muito mais.

0 Shares