BlackBerry pode lançar dois novos smartphones Android este ano

Amora está em uma situação difícil há vários anos e foi exatamente isso que a fez se afastar de sua própria plataforma para lançar o Priv. Se acreditarmos no que há rumores em alguns círculos, a fabricante canadense consideraria colocar a capa de volta com dois novos smartphones este ano.

Esta informação não vem de uma fonte misteriosa ou mesmo de uma rede social chinesa, mas sim do CEO da empresa, John Chen.

BlackBerry Android

Na verdade, ele aproveitou uma entrevista realizada pelo The National para indicar que planeja comercializar dois novos terminais, desta vez na faixa intermediária, antes do final do ano.

Segundo o CEO da BlackBerry, o verdadeiro problema do Priv era seu preço

Se acreditarmos em suas declarações, muitas empresas teriam se interessado pelo Priv e, em particular, por suas funções relacionadas à segurança do dispositivo. No entanto, seu alto preço os teria impedido de sacar o talão de cheques.

Lembre-se pelo formulário que o BlackBerry Priv foi oferecido por US$ 700 nos Estados Unidos e cerca de € 750 aqui.

Os últimos números publicados pela empresa também estão longe de ser bons. Durante o primeiro trimestre de 2016, a BlackBerry vendeu apenas 600.000 terminais, enquanto os analistas previam um mínimo de 850.000 unidades vendidas. Observe também que o CEO da empresa se recusou a revelar o número de Privs vendidos nesse período.

Normalmente, quando uma empresa não relata números, eles não são ótimos.

O Priv seria muito caro, portanto, e é justamente por isso que John Chen pretende lançar dois novos telefones antes do final do ano. Ele não mencionou suas especificações técnicas ou mesmo a data em que será possível aproveitá-las, mas revelou que esses dois terminais serão bem diferentes um do outro. O primeiro estará assim equipado apenas com um ecrã tátil enquanto o segundo terá direito, para além disso, a um teclado físico.

Com toda a probabilidade e dado seu posicionamento, esses telefones devem ser oferecidos a um preço mínimo de cerca de US$ 400.

Mas a verdadeira questão, em última análise, é se isso permitirá que o fabricante retorne à corrida. E isso, só o futuro dirá.

Artigos Relacionados

Back to top button