AT&T multou US $ 60 milhões por estrangular clientes de ‘dados ilimitados’

A AT&T concordou em pagar US $ 60 milhões à Federal Trade Commission para resolver um caso em que enganou os clientes sobre seus planos de dados ilimitados.

Um plano de “dados ilimitados” deve significar exatamente isso – dados ilimitados, sem limites máximos. No entanto, a AT&T reduziu a velocidade de seus clientes para 128kbps depois que eles ultrapassaram um certo limite. Dependendo do plano subscrito, o limite era de 3 GB ou 5 GB. A operadora começou a estrangular seus clientes ilimitados desde 2011, o que levou a FTC a processar a AT&T em 2014. A AT&T tentou o máximo possível para arrastar o caso o máximo possível, mas, eventualmente, uma decisão judicial a favor do FTC o deixou impotente.

“A AT&T prometeu dados ilimitados – sem qualificação – e não cumpriu essa promessa”, disse Andrew Smith, diretor do Bureau of Consumer Protection da FTC. “Embora pareça óbvio, vale a pena repetir que os provedores de Internet devem informar as pessoas sobre quaisquer restrições à velocidade ou quantidade de dados prometidos”.

Os US $ 60 milhões que a AT&T pagará à FTC serão usados ​​para fornecer reembolsos parciais aos clientes afetados que se inscreveram para um plano de dados ilimitado antes de 2011. Os clientes afetados receberão automaticamente um reembolso da AT&T e não terão que registrar uma reivindicação pelo mesmo. O ônus é da AT&T para identificar todos os clientes afetados dentro de 30 dias a partir da decisão judicial e fornecer a eles os cheques de reembolso dentro de 90 dias. Qualquer dinheiro restante seria entregue à FTC.

Além disso, a decisão também impede a AT&T de comercializar qualquer plano puramente com base em sua velocidade ou limite de dados, sem destacar nenhuma de suas restrições.

A AT&T continua a acelerar as velocidades de seus clientes em um plano de dados ilimitado, embora agora afirme fazê-lo apenas quando houver congestionamento na rede.

[Via FTC]

Artigos Relacionados

Back to top button