As pegadas de um primo do T-Rex foram identificadas na África

Nove metros de comprimento e quase 3 metros de altura na altura do quadril, essas são as medidas de um todo nova espécie de dinossauro, cujas pegadas foram recentemente identificadas na África do Sul. Batizado de “Kayentapus ambrokholohali” (sim, sim sabemos…), este novo dinossauro tem a distinção de ser um primo distante de um certo Tiranossauro Rex, muito conhecido do grande público graças às suas aparições regulares em alguns blockbusters.

Além do seu tamanho imponente (embora menor que o do T-Rex, que chegou a cerca de 12 metros de comprimento), e do fato de suas pegadas serem os maiores vestígios de patas de terópodes encontrados até hoje no continente africano, esse novo dinossauro distingue-se pelo período em que viveu. Sua passagem remonta a 200 milhões de anos, o que corresponde ao início do Jurássico.

áfrica-novo-dino

A descoberta dessas pegadas, sem surpresa, gera certo entusiasmo entre os pesquisadores. Estes últimos, de grande raridade, permitem-lhes de fato ampliar sua visão das coisas em relação à vida no início do Jurássico, neste preciso lugar do globo. Até agora nenhum carnívoro deste tamanho havia sido identificado neste momento e nesta área, povoada massivamente por herbívoros, onívoros e alguns carnívoros de tamanhos menores.

Uma descoberta excepcional de acordo com pesquisadores sul-africanos

Esta descoberta marca a primeira presença de dinossauros carnívoros muito grandes no início do Jurássico no sul de Gondwana, o continente pré-histórico que mais tarde se separou para formar a África e as outras massas de terra” explica Lara Sciscio, pesquisadora da Universidade da Cidade do Cabo, antes de acrescentar “Essas grandes pegadas são muito raras no mundo. Há apenas um outro local conhecido também datado de 200 milhões de anos, onde foram encontrados vestígios semelhantes. Está localizado na Polônia“.

Observe que as pegadas do terópode foram desenterradas em uma área coberta de rachaduras relacionadas à secagem do solo. Segundo os cientistas, estes são um sinal da presença de um rio pré-histórico neste local, há mais de 200 milhões de anos.

Podemos razoavelmente pensar que este local era uma área de caça para este dinossauro gigante, pertencente mais precisamente à família dos “mega-terópodes”.

Artigos Relacionados

Back to top button