Archaeopteryx: Pena fóssil mais antiga, nova técnica, novos resultados

Archaeopteryx: Pena fóssil mais antiga, nova técnica, novos resultados

O dinossauro carregado de penas Archaeopteryx lithographica * era um dinossauro voador. Acredita-se que a primeira pena f√≥ssil j√° encontrada tenha se originado do Archaeopteryx. Em um estudo publicado esta semana, surgiram d√ļvidas de que essa pena pertencia √† referida criatura. Este estudo tamb√©m deixou claro o valor da fluoresc√™ncia estimulada por laser (LSF) em f√≥sseis antigos. Usando o LSF em f√≥sseis antigos, novas informa√ß√Ķes podem ser encontradas.

Desde a descoberta e documenta√ß√£o de uma pena f√≥ssil das pedreiras de Solnhofen. Esta √ļnica pena, descoberta em 1862, foi a primeira pena f√≥ssil j√° descoberta pela humanidade moderna. O c√°lamo – os peda√ßos de pena – da pena foi mostrado no trabalho de pesquisa original publicado na amostra, mas n√£o aparece na pr√≥pria amostra.

* Archaeopteryx lithographica significa “asa antiga da pedra para impress√£o”. Ele recebeu esse nome ap√≥s a descoberta da pedra sobre a qual estamos falando hoje. Como tal, o nome pode n√£o fazer tanto sentido quanto antes – veremos!

Como o c√°lamo n√£o podia ser visto a olho nu, os pesquisadores compareceram com fluoresc√™ncia de raios-x e imagem UV para ver o que podiam ver. Eles n√£o viram penas ou peda√ßos de penas. Isso √© descrito no novo trabalho de pesquisa como o “mist√©rio da pena que falta”.

A pesquisa realizada para este novo estudo utilizou a fluorescência estimulada por laser (LSF) para tentar detectar sobras químicas invisíveis do que deveria ter sido implementado. Enquanto usavam o LSF, os pesquisadores detectaram neste espécime o halo geoquímico do cálamo original, exatamente como havia sido ilustrado na pesquisa original.

O que aconteceu com o c√°lamo? Parece que pode ter havido um acidente. “O exame microsc√≥pico revelou que a prepara√ß√£o passada havia gravado em torno do contorno da pena e, inadvertidamente, preparou o c√°lamo em algum ponto desconhecido do passado”, indica a nova pesquisa. “Assim, o halo geoqu√≠mico recuperado √© um res√≠duo de decomposi√ß√£o qu√≠mica que flui imediatamente abaixo da superf√≠cie do filme original de carbono ou di√≥xido de mangan√™s.”

Esta nova pesquisa sugere que a pena pode n√£o pertencer ao Archaeopteryx e, de fato, n√£o seria atribu√≠da ao Archaeopteryx se tivesse sido encontrada hoje. As impress√Ķes de partes de penas encontradas preservadas em composi√ß√Ķes f√≥sseis mais completas do Archaeopteryx s√£o diferentes o suficiente dessa pena original, e os pesquisadores deste projeto “advertem contra a associa√ß√£o da pena isolada ao Archaeopteryx”.

Eles tamb√©m sugerem, em sua pesquisa, que ‚Äúcom base na preserva√ß√£o conhecida de penas no Archaeopteryx, este estudo levanta a possibilidade de que a pena isolada possa pertencer a outro avialan basal ou mesmo a um penaraptoran n√£o avialan, aumentando a baixa diversidade de ter√≥podes do arquip√©lago de Solnhofen. . ‚ÄĚ Pode ser de outra coisa e, se for, h√° mais do que sab√≠amos antes – imagine isso!

Agora, use o LSF no resto dos fósseis que estão em museus ao redor do mundo. Há mais restos de ossos invisíveis a serem encontrados e mais dinossauros a serem descobertos Рem massa!

Para obter mais informa√ß√Ķes sobre esse assunto, consulte o artigo de pesquisa Detec√ß√£o de c√°lculos perdidos desafia a identidade de penas isoladas de Archaeopteryx, conforme publicado em Relat√≥rios Cient√≠ficos. Este artigo pode ser encontrado com o c√≥digo DOI: 10.1038 / s41598-018-37343-7, de autoria de Thomas G. Kaye, Michael Pittman, Gerald Mayr, Daniela Schwarz e Xing Xu na edi√ß√£o desta publica√ß√£o cient√≠fica de 4 de fevereiro de 2019.

0 Shares