Aqui estão os 20 piores videogames de 2020 segundo a imprensa

O ano dos videogames de 2020 foi muito rico, apesar da pandemia do COVID-19. Porque o videogame não conhece a crise, os jogadores sendo cada vez mais numerosos, aproveitando a conectividade de nossos consoles e PC. Sem esquecer que comprar seus jogos desmaterializados é uma dádiva de Deus para evitar o contato físico e se expor ao famoso vírus, agora mutante. Comercializados durante o primeiro confinamento francês, DOOM Eternal e Animal Crossing: New Horizons foram sucessos. Sem falar no famoso Cyberpunk 2077 que, apesar de pequenas falhas, conquistou a redação que conseguiu colocar as mãos nele.

E como podemos esquecer o lançamento de uma nova geração de consoles, representado pelo PlayStation 5 e Xbox Series X/Series S?

Se a Famitsu revelou seus jogos favoritos de 2020, o Metacritic relata as piores experiências de videogame do ano segundo a imprensa.

Os jogos ruins terão marcado o ano de 2020

Metacritic é um site bem conhecido para jogadores, coletando todas as classificações da imprensa com uma nota de 100. E este último revelou os piores jogos de 2020, aguente firme!

Na décima posição, com 42/100, encontramos The Elder Scrolls Blades no Nintendo Switch. UMA f2p disponível pela primeira vez no Android e iOS sem muito interesse, capitalizando o imenso sucesso de Skyrim. Os jogadores preferem esperar por The Elder Scrolls VI do que por um jogo desse tipo.

Então, no mesmo console, Gleamlight exibe 42/100 na nona posição. Jogo de aventura e plataformas, a imprensa não foi conquistada, falando de mecanismos desagradáveis ​​e direção artística sem interesse.

Street Power Soccer, no PlayStation 4, é o oitavo com 41/100. Quando você enfrenta o gigante do FIFA 21, é difícil dizer a diferença…

Em sétimo, Tamarin no PlayStation tem uma classificação de 40/100. Outro jogo de plataforma à beira do caminho. Alguns deveriam aprender com a Nintendo!

Sexto, no PC com 39/100: Remothered Broken Porcelain. Um jogo de terror que não é realmente assustador, uma altura, recheado de bugs desagradáveis.

Na quinta posição no Nintendo Switch, Arc of Alchemist chega a 36/100. Um A-RPG que se parece com f2p muito fino para atrair um público exigente.

Fast & Furious Crossroads no PC, com 34/100, é descrito como pouco inspirador. Grande falta para a editora Bandai Namco.

Em terceiro, Dawn of Fear no PlayStation com 33/100. Um jogo de terror datado e graficamente feio.

Em seguida, na segunda posição, XIII (remake), trabalho francês, colheita 32/100, principalmente por causa de seus bugs horríveis.

Na primeira posição, 29/100 no relógio, Tiny Racer no Nintendo Switch. Um jogo de carros e corridas em miniatura… sem graça.

Artigos Relacionados

Back to top button