Alegada proposta de lei vazada da UE visa combater o “discurso de √≥dio” em todo o pa√≠s …

Alegada proposta de lei vazada da UE visa combater o

Este é o Niche Gamer Tech. Nesta coluna, abordamos regularmente a tecnologia e assuntos relacionados ao setor de tecnologia. Deixe um comentário e deixe-nos saber se há uma história ou tecnologia que você deseja que abramos!

Um suposto documento vazado da UE revela planos para uma nova lei, projetada para combater o discurso de √≥dio em “todas as plataformas digitais”.

A suposta ‚Äúnota da Comiss√£o‚ÄĚ vem via Netzpolitik – um blog de not√≠cias alem√£o. A nota foi supostamente escrita por funcion√°rios da Dire√ß√£o-Geral da Comiss√£o Connect e estabelece as bases para discuss√Ķes para formar propostas de leis futuras.

Tentando perguntar √†s autoridades da UE sobre a nota, um porta-voz disse √† Netzpolitik “A Comiss√£o nunca comenta documentos vazados”. Se verdadeiro, isso pode aumentar sua credibilidade. Voc√™ pode visualizar a suposta nota da Comiss√£o aqui (hospedada pela Netzpolitik).

A nota de sete p√°ginas (oito se voc√™ incluir a p√°gina final em branco) come√ßa com as preocupa√ß√Ķes de como o discurso de √≥dio, a desinforma√ß√£o e as leis sobre neg√≥cios digitais s√£o abordados em toda a UE:

‚Äú(1) As redes sociais enfrentam v√°rias regras divergentes para remover o discurso de √≥dio ilegal em seus servi√ßos em diferentes Estados-Membros (por exemplo, Alemanha, Fran√ßa) e regras diferentes para material de texto ou v√≠deo. Consequentemente, a luta contra o √≥dio em linha √© cara e ineficiente em todo o mercado √ļnico, sem garantias vinculativas para a liberdade de express√£o.

(2) N√£o existem regras juridicamente vinculativas comuns para os servi√ßos de publicidade em linha na UE, incluindo a publicidade pol√≠tica al√©m-fronteiras. Como resultado, as campanhas de desinforma√ß√£o micro-direcionadas transfronteiri√ßas s√£o f√°ceis de configurar, mas dif√≠ceis de detectar. (3) Os servi√ßos de economia digital colaborativa enfrentam cada vez mais regulamenta√ß√£o nacional ou mesmo regional descoordenada de seus servi√ßos e n√£o existem padr√Ķes para o interc√Ęmbio de informa√ß√Ķes com autoridades locais ou nacionais (por exemplo, em quest√Ķes tribut√°rias). Como resultado dessa fragmenta√ß√£o legal, a falta de aplica√ß√£o (ee da Diretiva de Com√©rcio Eletr√īnico) e a falta de informa√ß√Ķes para os reguladores, as start-ups da economia colaborativa caseira, como a Taxify, n√£o podem ser ampliadas em toda a UE e crescer para competir com rivais dos EUA, como Uber. “

A nota continua, declarando como, com as diferentes leis locais, fica mais dif√≠cil combater o discurso de √≥dio e mais dif√≠cil para novos neg√≥cios focados na internet. Ele tamb√©m declara que a lei original da diretiva de com√©rcio eletr√īnico “Lacunas regulat√≥rias” iniciar.

A nota prop√Ķe tr√™s id√©ias iniciais como poss√≠veis objetivos e seu escopo:

  • ‚ÄúFornecer aos prestadores de servi√ßos digitais um quadro regulamentar claro, uniforme e atualizado, favor√°vel √† inova√ß√£o no mercado √ļnico;
  • Proteger, habilitar e capacitar usu√°rios ao acessar servi√ßos digitais;
  • Garantir a coopera√ß√£o necess√°ria entre os Estados-Membros, juntamente com a supervis√£o adequada e apropriada dos prestadores de servi√ßos digitais na UE.

O escopo abrangeria todos os servi√ßos digitais e, em particular, as plataformas online. Isso significa que o esclarecimento abordaria todos os servi√ßos da pilha da Internet, desde meros condu√≠tes, como ISPs, at√© servi√ßos de hospedagem obscura; enquanto uma √™nfase especial na avalia√ß√£o seria dedicada a regras atualizadas para plataformas on-line, como m√≠dias sociais, mecanismos de pesquisa ou servi√ßos de economia colaborativa, bem como para servi√ßos de publicidade on-line. ‚ÄĚ

A nota prop√Ķe ent√£o um “Montar” proposta de lei da Diretiva Com√©rcio Eletr√īnico √© proposta com um “Lei de Servi√ßos Digitais ou C√≥digo de Servi√ßo Digital”. Posteriormente, a nota menciona a utiliza√ß√£o do ‚ÄúRecomenda√ß√£o da Comiss√£o sobre medidas para combater efetivamente o conte√ļdo ilegal online.‚ÄĚ Voc√™ pode ler isso aqui (hospedado no site oficial da Uni√£o Europeia).

A especulação tem sido abundante e alimentada por supostos vazamentos de sites de notícias como o Contexte, que originalmente acreditavam que as leis foram projetadas para serem aplicadas contra grandes empresas de tecnologia dos EUA, como Google, Amazon e Facebook.

Preocupa-se que, ao combater o “discurso de √≥dio”, a lei possa infringir a liberdade de express√£o (especialmente aquelas de cren√ßas pol√≠ticas de direita), bem como o que o Google e outras plataformas de m√≠dia social foram acusadas pelo Senado dos EUA em discuss√Ķes recentes.

Da mesma forma, a Lei dos EUA ‚ÄúPermitir que Estados e V√≠timas Lute Contra o Tr√°fico de Sexo Online de 2017‚ÄĚ (HR1865) come√ßou a responsabilizar as plataformas se seu site fosse usado para servi√ßos que se acredita estarem vinculados ao tr√°fico de sexo (se o detentor da plataforma sabia ou n√£o).

Especula-se que esse seja o motivo pelo qual o Backpage e o Craigslist removeram sua se√ß√£o de contatos pessoais, e mesmo porque o Tumblr tentou remover todo o conte√ļdo pornogr√°fico em seu site. Embora a Diretiva de Com√©rcio Eletr√īnico a tenha atualmente para que os titulares da plataforma n√£o sejam respons√°veis ‚Äč‚Äčpelo que os usu√°rios enviam em muitos casos, existe a preocupa√ß√£o de que isso seja removido pela nova lei.

Outros manifestaram preocupa√ß√£o de que a lei possa for√ßar sites como o PayPal e outros sistemas de pagamento a recusar o servi√ßo a pessoas falsamente acusadas de incita√ß√£o ao √≥dio. Isso corresponderia √†s preocupa√ß√Ķes nos EUA com documentos n√£o lacrados, revelando a “Opera√ß√£o Choke Point”.

Em sua superf√≠cie, a lei foi projetada para regular as empresas de empr√©stimo com dia de pagamento, al√©m de facilitar aos processadores e bancos de pagamento cortar neg√≥cios de “alto risco” que possam estar envolvidos em atividades ilegais, como armas de fogo ou drogas.

Em vez disso, foi acusado de permitir que falsas alega√ß√Ķes de discurso de √≥dio desligassem rep√≥rteres independentes e at√© uma gravadora de death metal. Um processo contra ele foi julgado improcedente em maio deste ano.

Nesta fase, a Lei dos Serviços Digitais ainda não formou uma proposta, mas com as controversas leis da UE sobre direitos autorais na Internet, artigos 11 e 13, muitos estão preocupados com o que poderia ser o futuro digital da Europa.

O que você acha? Som desligado nos comentários abaixo!

0 Shares