Abelhas podem associar símbolos a números, dizem pesquisadores

Abelhas podem associar símbolos a números, dizem pesquisadores

Todos sabemos que alguns animais são muito inteligentes, os cães podem ser treinados para realizar tarefas impressionantes e os primatas podem usar a linguagem de sinais, e existem outros animais inteligentes. A maioria provavelmente não pensa nas abelhas como criaturas inteligentes. Pesquisadores da RMIT University dizem que já aprenderam que as abelhas podem entender zero e fazer matemática básica. Um novo estudo da universidade descobriu que o cérebro das abelhas pode ser capaz de conectar símbolos a números.

Os pesquisadores dizem que treinaram abelhas para combinar um caractere com uma quantidade específica, revelando que as abelhas podem aprender que um símbolo representa uma quantidade numérica. Os cientistas acreditam que o estudo pode abrir novas possibilidades de comunicação entre humanos e outras espécies.

A equipe diz que os seres humanos consideram os números garantidos depois de aprendê-los quando criança, mas a capacidade de reconhecer o que o número “4” representa requer um nível sofisticado de habilidade cognitiva. O cérebro de Bee possui menos de um milhão de neurônios, enquanto os humanos têm mais de 86 bilhões. Apesar de ter cérebros pequenos, o estudo prova, segundo os cientistas, que a capacidade cognitiva complexa não se limita aos vertebrados.

O experimento treinou abelhas em um labirinto em forma de Y para combinar corretamente um personagem com vários elementos. As abelhas foram então testadas para determinar se podiam combinar o personagem com vários elementos da mesma quantidade. Um exemplo é se eles pudessem descobrir que “2” pode representar duas bananas, duas árvores ou duas de qualquer coisa.

Um segundo grupo foi treinado na abordagem oposta de combinar uma série de elementos com um personagem. Ambos os grupos foram capazes de obter treinamento específico, mas não conseguiram reverter a associação e trabalhar para o que era necessário quando testados com a tarefa oposta. Os cientistas dizem que isso sugere que o processamento numérico e a compreensão dos símbolos acontecem em diferentes regiões do cérebro das abelhas. A equipe diz que estudar cérebros de abelhas tem possibilidades interessantes no design de sistemas de computação altamente eficientes.

0 Shares