A Valve baniu uma editora que processou vários jogadores por suas críticas no Steam

Homicídio digital claramente tem um problema com a crítica. O estúdio de fato decidiu processar cem pessoas por causa de suas críticas, consideradas um pouco negativas demais. Ele não faz meias medidas e reclama nada menos que 18 milhões de dólares delas. Válvula obviamente não gostou da piada. A empresa realmente removeu todos os títulos do estúdio de sua loja.

Esta não é a primeira vez que se fala deste estúdio. Ele foi realmente muito criticado no início deste ano, quando processou Jim Sterling por vários vídeos.

Homicídio digital

Vídeos em que zombou de alguns de seus títulos.

A Digital Homicide processou um YouTuber no início deste ano

O caso fez muito barulho na época e isso pode ser facilmente entendido, já que a Digital Homicide reivindicou nada menos que 10 milhões de dólares. Também deve-se notar que o caso ainda está em andamento.

O estúdio obviamente não pretende parar por aí. De acordo com documentos legais desenterrados por Sid Alpha, ele lançou uma nova ofensiva, desta vez contra cem usuários do Steam, a famosa loja da Valve.

De fato, ele teria decidido processá-los por causa de várias críticas consideradas um pouco negativas demais e reivindicaria nada menos que 18 milhões de dólares.

Isso não é tudo, pois de acordo com esses mesmos documentos, a Homicídios Digitais teria obtido um mandado para obter a identidade e os dados pessoais de todos esses usuários.

A Valve não divulgou nenhum comunicado de imprensa, mas a empresa no último fim de semana removeu todos os títulos do estúdio de sua loja, juntamente com suas páginas, estatísticas e… comentários de jogadores.

Uma reclamação que teria como alvo uma centena de usuários da Internet

Este é particularmente o caso de The Slaughtering Grounds e, portanto, o primeiro título colocado à venda pelo estúdio na loja. Se ainda for referenciado pelo Google, o link agora aponta para a página inicial do Steam. Curiosamente, o fórum continua acessível e os internautas não hesitam em dar o seu ponto de vista sobre este assunto.

O homem por trás de Homicídios Digitais pegou sua caneta no fim de semana para falar oficialmente sobre este caso. Em particular, ele indica que foi alvo de uma vasta campanha de difamação nos últimos anos e até menciona vários casos de assédio.

Alguns internautas de fato o insultaram copiosamente a ele e sua família. Ele também afirma ter relatado repetidamente os comentários mais ofensivos ao Steam, sem que a plataforma fizesse nada para fazê-los desaparecer.

Por falta de algo melhor, decidiu então apresentar uma queixa contra esses internautas.

No entanto, este caso corre o risco de abrir um sério precedente. Se a Digital Homicide ganhar o caso, outras editoras podem ficar tentadas a entrar com ações contra os mais críticos de seus produtos ou serviços. Para citar um dos meus ex-estagiários, ainda é “a porta aberta para todas as janelas” essa história.

Artigos Relacionados

Back to top button