A Terra imortalizada pela Parker Solar Probe

Lançado em 12 de agosto de 2018 pela NASA, o Sonda solar Parker (em inglês Sonda Solar Parker) Onde PSP, tem a missão de “tocar o sol”. Bem, na realidade a sonda não visa pousar no sol, mas simestudar a coroa solar, ou seja, a camada superior da atmosfera do Sol, que se estende até vários milhões de quilômetros da estrela. Esta missão da NASA, a primeira desse tipo, deve possibilitar a coleta de dados valiosos sobre nossa amada estrela.

A Parker Solar Probe ainda continua sua jornada, em breve chegará a Vênus, que é o segundo planeta mais próximo do sol, atrás de Mercúrio. Enquanto isso, a sonda nos deu uma imagem sem precedentes de seu planeta mãe, a Terra.

Sonda Solar Parker

Quando a Parker Solar Probe tira uma foto da Terra

A NASA divulgou uma nova imagem tirada pela Parker Solar Probe, que virou sua câmera para apontá-la para a Terra, que deixou por cerca de dois meses. Isso dá uma bela tela na qual você pode ver um ponto brilhante no meio de uma maré de estrelas.

O PSP não possui recursos de imagem impressionantes, mas a imagem ainda parece ótima!

Em um comunicado de imprensa publicado em seu site, a NASA explica que a sonda solar Parker está equipada com um único instrumento de imagem chamado de WISPR (Wide-field Imager for Solar Probe). É com a ajuda deste instrumento que a sonda tirou a foto da Terra.

“Durante as fases científicas, o WISPR vê estruturas na atmosfera do Sol, a coroa, antes de passarem pela espaçonave. Os dois painéis que compõem a imagem do WISPR vêm dos dois telescópios do instrumento, que apontam em direções ligeiramente diferentes e têm diferentes campos de visão. A moldura interna produziu a imagem da esquerda, enquanto a moldura externa produziu a imagem da direita.”diz a NASA.

Terra como nunca visto antes

Na foto dificilmente você pode perder a Terra, o reflexo do sol faz brilhar com mil luzes que a distingue claramente da maré de estrelas ao redor. O outro elemento notável na imagem é essa estranha forma hemisférica um pouco mais baixa que dá a impressão de estar mais longe do que a Terra. De acordo com a NASA, isso é simplesmente um reflexo da lente. Então conselho aos ufólogos, não é um OVNI!

A Parker Solar Probe deve chegar a Vênus no início de novembro. Ele então usará a gravidade de Vênus para ajustar sua trajetória várias vezes durante sua missão, que deve durar mais de 6 anos. Espera-se que a Parker Solar Probe realize várias dezenas de órbitas ao redor do Sol durante as quais fará muitas observações científicas valiosas.

Artigos Relacionados

Back to top button