A sensação de “déjà vu” explicada graças a um estudo baseado no The Sims

Qualquer um que, uma vez ou outra, já experimentou essa estranha sensação de “déjà vu” que pode ou não vir com premonição. Muitas teorias foram apresentadas para explicar esse sentimento, que é paranormal. Se alguns falam de uma lembrança de uma vida passada, outros sugerem uma simples premonição.

Segundo Judith Orloff, a sensação de “déjà vu” lembra um lugar visitado, uma pessoa que conheceu ou um ato realizado no passado. O psiquiatra explica essa sensação como um fenômeno de memória. Segundo o cientista, a razão das teorias psíquicas sobre o “déjà vu” é gerada por experiências misteriosas ou mesmo subjetivas.

The Sims 4

Para dar uma explicação racional para esse sentimento, pesquisadores da Universidade de St Andrews, no Reino Unido, usaram um cenário de realidade virtual baseado no jogo “The Sims”.

Reações dos Sims

Para entender melhor a estranha sensação de “déjà vu”, pesquisadores liderados por Anne Cleary usaram o The Sims para recriar essa sensação. Eles desenvolveram cenas virtuais que são espacialmente idênticas, mas com temas diferentes.

Aqueles que participaram do estudo afirmaram que a sensação de “déjà vu” é sentida nas áreas mapeadas e em cenas semelhantes. Eles sentem que já estiveram lá antes.

Os estudos baseados em realidade virtual se multiplicaram, porém, não permitiram afirmar que a sensação de “já visto” possibilita prever o futuro. Os participantes sentem bem a sensação psíquica, mas são incapazes de ter qualquer premonição.

Deja vu: prova de que a memória é funcional

Outro estudo realizado usando ressonâncias magnéticas no cérebro dos participantes confirmou que as áreas frontais do cérebro são funcionais quando a pessoa sente a sensação de “déjà vu”. Uma hipótese afirma que o córtex verifica as memórias e envia sinais, daí a sensação de déjà vu.

A pesquisa levou à conclusão de que esse famoso sentimento de “déjà vu” é uma coisa boa. Se a pessoa sente isso regularmente, significa que sua memória está funcionando bem.

Artigos Relacionados

Back to top button