A SEC entrou com uma ação contra informações privilegiadas contra ex-Apple …

Gene Levoff foi anteriormente diretor sênior de direito corporativo e secretário corporativo da Apple. Acontece que o advogado usou informações privilegiadas de todas as maneiras erradas.

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC), entrou oficialmente com uma ação de insider trading contra Levoff. Esse é o relatório de quarta-feira. Ele afirma que Levoff negociou “informações não públicas” relevantes sobre os ganhos da Apple três vezes diferentes “durante 2015 e 2016”. Também houve casos em 2011 e 2012. O processo foi aberto no Tribunal Distrital de Nova Jersey dos EUA nesta semana.

“Gene Levoff, diretor sênior de direito corporativo e secretário corporativo até setembro, negociou informações materiais não públicas sobre os ganhos da Apple três vezes durante 2015 e 2016, de acordo com o processo na terça-feira no Tribunal Distrital dos EUA de Nova Jersey.

Levoff também tinha um histórico anterior de negociações com informações privilegiadas, tendo negociado com informações não públicas materiais da Apple pelo menos três vezes em 2011 e 2012. Para as negociações em 2015 e 2016, Levoff lucrou e evitou perdas de aproximadamente US $ 382.000, segundo a queixa. ”

O processo diz que a Apple demitiu oficialmente Levoff em setembro do ano passado. Enquanto atuava na Apple, Levoff era “responsável pelo cumprimento da Apple pelas leis de valores mobiliários”. E agora o ex-advogado da Apple entrou em conflito com a SEC por uso de informações privilegiadas.

Este não é o único ex-funcionário da Apple a se deparar com policiais. Relatamos recentemente que um segundo indivíduo foi acusado de roubar segredos relacionados ao empreendimento automobilístico “Project Titan” da Apple. A primeira pessoa foi presa no início de 2018.

A história ainda está em desenvolvimento no momento da publicação, e a Apple ainda não comentou as acusações contra seu ex-advogado.

[via CNBC]

Artigos Relacionados

Back to top button